Sobre nós

Título completo da revista ex aequo - Revista da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres

Título abreviado ex aequo

Propriedade Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres – APEM
NIPC: 502 914 513

Periodicidade Semestral

ISSN (versão impressa) 0874-5560

ISSN (versão eletrónica) 2184-0385

Número de registo na ERC 123506

Depósito Legal 136336/99

Tiragem da versão impressa 500 exemplares

Paginação e Composição Edições Afrontamento

Impressão e acabamento da versão impressa Rainho & Neves Lda.

Patrocinador FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Objectivos da revista
Promover o desenvolvimento, a visibilização e a legitimação do conhecimento produzido no âmbito dos Estudos sobre as Mulheres/ Estudos de Género / Estudos Feministas.
Facilitar o intercâmbio entre quem investigação sob a égide das perspectivas destes Estudos ao nível académico, governamental ou das organizações cívicas e culturais.
Contribuir para os debates em torno da situação das mulheres e da igualdade entre mulheres e homens na sociedade portuguesa.

Áreas de interesse da revista
Revista interdisciplinar e multidisciplinar no domínio dos Estudos sobre as Mulheres, Estudos de Género e Estudos Feministas.

Histórico da revista
A revista ex aequo foi criada pela Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres em 1999. Apresentou-se como revista temática até 2007, incidindo sobre temas de áreas disciplinares como a Filosofia, Psicologia Social, Sociologia, História, Antropologia, Teologia, Ciência da Comunicação, Literatura, Direito, Desporto, Teatro, Artes Plásticas, Ciências da Educação, Ciências Políticas, Saúde e Economia.
A partir de 2007 a ex aequo deixou de ser exclusivamente temática. Cada número integra um Dossier Temático, uma secção de Estudos e Ensaios e um espaço dedicado a Recensões.
A revista tem dado relevo a problemáticas e dimensões sociais como as práticas de cidadania, o desporto, a produção literária, as representações sociais, a investigação científica, a democracia e a participação política, os media, a actividade associativa e o trabalho e emprego.
A revista foi editada pela Editorial Celta de 1999 a 2003, passando a ser editada pelas Edições Afrontamento a partir de 2004, o que tem permitido a sua presença no circuito comercial.