Normas de submissão e publicação de artigos

1. INTRODUÇÃO

A ex æquo publica textos de múltiplas áreas disciplinares que contribuam para o conhecimento no âmbito dos estudos sobre as mulheres, estudos feministas e estudos de género. Os textos podem ser redigidos em português, espanhol, francês ou inglês, devendo adotar uma linguagem não discriminatória, inclusiva e promotora da igualdade.

2. TIPOS DE TEXTOS

i. Os textos propostos para publicação podem ser:

  • Artigos científicos, com um limite máximo de 40.000 caracteres (incluindo espaços, tabelas, notas e referências bibliográficas, excluindo os resumos);
  • Recensões críticas de obras, com um limite máximo de 10.000 caracteres (incluindo espaços, notas e referências bibliográficas). A referência bibliográfica da obra deve ser incluída no final do texto;
  • Outros tipos de texto, tais como ensaios críticos, revisões de literatura, entrevistas ou biografias, poderão ser publicados se a Equipa Editorial considerar que se enquadram nos objetivos da revista. A revista encoraja propostas neste sentido, as quais serão avaliadas caso a caso e poderão ser debatidas entre autoras/es e editoras/es previamente à submissão.

ii. Os artigos propostos para publicação devem ser inéditos, não tendo sido publicados nem se encontrando em qualquer outro processo de avaliação para publicação. Excetuam-se os trabalhos publicados em atas de eventos académicos ou decorrentes de teses e dissertações. Nesses casos, o/a primeiro/a autor/a do artigo deverá ser o/a mesmo/a que o/a do projeto original. O texto proposto deve conter indicação das suas versões anteriores sempre que existam, com os devidos elementos (autor/a, título e data da conferência, instituição e ano de defesa da tese ou dissertação, etc.). Os artigos apresentados para publicação são da total e exclusiva responsabilidade dos/as autores/as, garantindo estes/as que não infringem qualquer direito de autor ou outro direito de terceiras pessoas ou entidades.

iii. Só muito excecionalmente, e mediante justificação expressa, a ex æquo aceita a submissão de artigos ou outros textos com mais de 4 autoras/es.

3. PREPARAÇÃO DE MANUSCRITOS

Cada artigo proposto para publicação deve ser formatado de acordo com o modelo disponibilizado aqui. A proposta deve incluir:

a) Ficheiro de texto com a identificação da autoria, incluindo para cada autor/a:

i. Nome;

ii. Indicação de ORCID ID ( https://orcid.org/);

iii. Nome completo e sigla das instituições de pertença (máximo duas) e respetivo endereço postal completo, com indicação do código postal e país;

iv. Endereço de e-mail;

v. Nota biográfica, com um limite máximo de 500 caracteres;

vi. Especificar agradecimentos (onde deverão ser incluídas as referências a quaisquer colaboradoras ou colaboradores e/ou financiamentos);

vii. Incluir declaração de interesses ou da sua inexistência.

viii. Identificação do contributo de cada autor/a, seguindo a taxonomia CRediT (https://credit.niso.org/), sempre que seja submetido um texto de autoria coletiva. Deverá preencher-se a seguinte tabela, incluída no modelo para formatação de artigos disponível no website da revista.

Contributo

Nome de autor/a 1

Nome de autor/a 2

Nome de autor/a 3

Nome de autor/a 4

Concetualização : ideias, formulação ou evolução de objetivos e metas abrangentes da investigação.

Análise formal : aplicação de técnicas estatísticas, matemáticas, computacionais ou outras técnicas formais para analisar ou sintetizar os dados do estudo.

Investigação : realização da investigação, executando especificamente as experiências e a recolha de dados/evidências.

Metodologia : desenvolvimento ou desenho da metodologia e/ou criação de modelos.

Software : programação, desenvolvimento de software, conceção de programas de computador, implementação do código de computador e algoritmos de suporte, teste de componentes de código existentes.

Validação : verificação, seja como parte da atividade ou separadamente, da replicabilidade geral dos resultados e das experiências e outros resultados da investigação.

Redação do rascunho original : preparação, criação e/ou apresentação do trabalho publicado, redação específica do rascunho inicial (incluindo tradução substantiva).

Redação – revisão e edição : preparação, criação e/ou apresentação do trabalho publicado por pessoas do grupo de pesquisa original, revisão crítica, comentário ou revisão, incluindo as etapas de pré ou pós-publicação.

Outra. Especifique

b) Ficheiro de texto anonimizado, revisto de gralhas, em formato Word. Os artigos devem incluir:

> Um título e um resumo com o máximo de 750 caracteres. Quer o título, quer o resumo devem ser traduzidos para três línguas (sendo o português e o inglês obrigatórios; a terceira língua pode ser o espanhol ou o francês).

> Indicação de 4 ou 5 palavras-chave, traduzidas nas mesmas línguas dos resumos, apresentadas em minúsculas (com exceção da 1.ª da lista), separadas por vírgula e terminadas em ponto final.

> Um título abreviado (no máximo 4 palavras), destinado ao cabeçalho.

c) Na composição e formatação dos textos, deve tomar-se em conta as seguintes orientações:

  • Os textos devem ser formatados de acordo com o modelo disponibilizado.
  • Sugere-se a utilização de, no máximo, dois níveis de titulação, sem numeração ou com numeração árabe.
  • As transcrições deverão abrir e fechar com aspas, quando não excederem 40 palavras (ou 4 linhas); no caso de citações mais longas, devem ser entalhadas e transcritas sem aspas e sem itálico.
  • Os vocábulos noutras línguas que não aquela em que o artigo está escrito devem ser formatados em itálico, sem aspas.
  • Todas as citações devem ser traduzidas para a língua em que o texto é publicado. O texto original, no entanto, deve ser incluído em nota de rodapé.
  • No caso de textos na língua portuguesa, deve ser usada a grafia do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990. Em caso de dúvida, consultar: http://www.portaldalinguaportuguesa.org/?action=lince
  • Os elementos não textuais devem ser organizados em quadros, gráficos ou figuras, identificados com numeração árabe contínua para cada um destes tipos de elementos; todos devem ter um título e indicar a respetiva fonte. As tabelas devem ser compostas com recurso à função “inserir tabela” do Word. Usar espaços ou tabulações criará problemas quando a tabela for composta e poderá resultar em erros. Em paralelo, todas as imagens ou tabelas devem ser enviadas em ficheiro à parte, em formato png ou jpg, com clara identificação da sua inserção no texto.
  • Nas chamadas de notas de rodapé deve utilizar-se apenas números sem parênteses.

d) A ex æquo adota o estilo de referenciação Chicago (sistema Autor-Data), cujas regras podem ser consultadas aqui: https://www.chicagomanualofstyle.org/tools_citationguide/citation-guide-2.html

Referem-se e exemplificam-se a seguir algumas dessas regras.

Normas de inclusão de referências bibliográficas no corpo do texto

  • Entre parênteses, de acordo com o seguinte padrão (sem vírgula entre o apelido e a data de publicação e com vírgula a anteceder a indicação das páginas) : (Leach 1993, 103); (Balibar e Wallerstein 1991, 80-84); (Yuval-Davis 1997a); (Yuval-Davis 1997b).
  • Quando se citam autores/as ou obras diferentes sobre uma mesma questão, deve respeitar-se a ordem cronológica, elencando as referências da mais antiga para a mais recente e a ordem alfabética dos apelidos, quando se trata de obras com a mesma data . Ex: (Rosende 2002; Miller e Clark 2008; Lo Sasso et al. 2011; Riska 2011).

No final do artigo deve ser incluída a lista de todas as obras referidas ao longo do texto (e apenas estas) , por ordem alfabética, organizadas de acordo com oChicago Manual of Style. Alguns exemplos:

  • Livro com um/a autor/a : Apelido, Nome próprio. Ano. Título do livro (em itálico). (edição) (se for relevante). Local de edição: Editora.

Ex: Lamas, Maria. 1948. As Mulheres do Meu País. Lisboa: Actuália Lda.

  • Livro com duas/ois ou três autoras/es : Apelido, Nome próprio, Nome próprio Apelido, e Nome próprio Apelido. Ano. Título do livro (em itálico). (edição) (se for relevante). Local de edição: editora.

Ex: Pimentel, Irene Flunser, e Helena Pereira de Melo. 2015. Mulheres Portuguesas – História da vida e dos direitos das mulheres num mundo em mudança . Lisboa: Clube do Autor.

  • Livro com quatro ou mais autoras/es : Apelido, Nome próprio (da/o 1.ª/º) et al. Ano. Título do livro (em itálico). (edição) (se for relevante). Local de edição: editora.
  • Capítulo ou parte de livro : Apelido, Nome próprio. Ano. “Título do capítulo.” In Título do livro (em itálico), editado (ou organizado) por Nome Próprio Apelido, Nome Próprio Apelido, e Nome Próprio Apelido, números das páginas unidos por hífen. Local de edição: editora.

Ex: Piscitelli, Adriana. 2009. “Gênero: a história de um conceito.” In Diferenças, igualdade, organizado por Heloísa Buarque de Almeida, e José Szwako, 116-149. São Paulo: Berlendis & Vertecchia.

  • Artigo de revista : Apelido, Nome próprio. Ano. “Título do artigo entre aspas.” Título da revista (em itálico) volume (número): números das páginas unidos por hífen.
    Ex: Guimarães, Elina.1986. “A mulher portuguesa na legislação civil.” Análise Social XXII(92-93): 557-577.

No caso de o artigo ter DOI, a referência deve ser incluída do seguinte modo, sem parágrafo:

Crenshaw, Kimberle. 1993. “Mapping the margins: Intersectionality, identity politics, and violence against women of color.” Stanford Law Review 43(6): 1241-1299. DOI: https://doi.org/10.2307/1229039

o Sempre que a publicação tenha associado um DOI, este deve ser impreterivelmente incluído nas referências bibliográficas, como no exemplo anterior.

  • Artigo com duas/ois ou três autoras/es : Apelido, Nome próprio, Nome próprio Apelido, e Nome próprio Apelido. Ano. “Título do artigo entre aspas.” Título da revista (em itálico) volume (número): números das páginas unidos por hífen.
  • Documento na Internet : Apelido, nome próprio. Ano. Título do documento. Disponível no endereço … [Consultado em …… (data segundo a fórmula dia de mês de ano)]
  • Publicações em revistas na Internet : Apelido, Nome próprio. Ano. “Título do Artigo (entre aspas).” Título da Revista (em itálico) volume (número): números das páginas unidos por hífen. Disponível em … . DOI: (se não estiver disponível, acrescente o URL).
  • Locais na Internet e páginas pessoais ou de instituições sem data : Nome. Título do Documento. Disponível em ….. . [Consultado em …… (data segundo a fórmula dia de mês de ano)].
  • Em caso de dúvidas ou para outro tipo de referências , consultar: http://www.chicagomanualofstyle.org/tools_citationguide/citation-guide-2.html

4. SUBMISSÃO DE ARTIGOS

  • O ficheiro informático (em Word) deve ser submetido através da plataforma OJS, disponível em https://apem-estudos.org/ojs. Para tal, bastará criar uma conta nesta plataforma clicando em “Registo” (canto superior direito) e seguir os passos indicados. Caso já possua uma conta na plataforma, clique em “Acesso” (canto superior direito) e autentique-se com o seu nome de utilizador/a e senha.
  • Na plataforma, aquando da submissão, ser-lhe-á pedido que indique, no campo intitulado “Comentários à equipa editorial”, pelo menos 4 especialistas que tenham no seu curriculum trabalho/publicações na temática tratada no artigo, com o intuito de poderem ser contactados/as para avaliar o texto, caso passe a triagem inicial (ver secção 6). Caso seja autor/a de recensão, por favor valide este item para poder prosseguir, mas sem necessidade de indicar especialistas.

5. INCLUSÃO DE MATERIAIS SUPLEMENTARES ONLINE

A revista pode colocar materiais suplementares online, disponíveis através do artigo publicado no seu website. Decisão tomada caso a caso.

Sempre que solicitado pela autoria dos artigos, poderão ser incluídos links para materiais suplementares que se encontrem alojados em repositórios de dados em regime de acesso aberto. Todos os dados em acesso aberto são geridos pelas/os autoras/es dos artigos, estando sujeitos às condições das plataformas em que se encontram alojados. Esta informação deverá ser incluída em secção própria, antes das referências bibliográficas.

A revista não se responsabiliza pelo acesso e/ou manutenção dos dados/ links disponibilizados nesta secção.

6. PROCESSO DE APRECIAÇÃO DOS ARTIGOS

  • Os artigos submetidos à revista são objeto de uma primeira triagem (realizada pela Equipa Editorial) para verificação de que cumprem todas as regras aqui apresentadas e de que são originais, com recurso a programas de deteção de plágio. Em caso afirmativo, seguem para arbitragem científica.
  • No caso de submissões feitas por membros da Equipa Editorial ou por editor/as de dossiers temáticos, o processo usual de dupla revisão anónima por pares da revista é conduzido por outros membros da Equipa Editorial.
  • Os artigos apresentados à ex æquo para publicação são submetidos à emissão de pareceres por duas pessoas ( double blind peer review), especialistas na área em que o texto se enquadra. Os textos são enviados sob anonimato aos/às referees, a quem é solicitado que o parecer emitido tenha em conta os seguintes aspetos: a adequação e enquadramento do artigo nos objetivos da revista; a sua qualidade científica; a pertinência, originalidade, clareza e coerência de conteúdos; a adequação e atualidade; a pertinência, adequação e explicitação da metodologia e da informação; a clareza da escrita e a coerência e o equilíbrio formais. Os pareceres deverão incluir uma recomendação em relação a possível publicação, entre as seguintes: aceite; aceite com restrições (indicando quais); rejeitado. Será ainda solicitada a indicação de sugestões e sua justificação, para melhoria da qualidade científica do artigo submetido a parecer, a ser enviadas, sob anonimato, à(s) pessoa(s) autora(s).
  • A Equipa Editorial pode sugerir aos/às autores/as a revisão dos artigos propostos, mediante as indicações constantes dos pareceres recebidos dos/das referes e condicionar a sua publicação a uma nova apreciação das versões revistas. A Equipa Editorial pode ainda comunicar aos/às autores/as que os artigos propostos foram aceites sem restrições ou rejeitados, baseando-se nos pareceres recebidos dos/as referees.

7. PRÉMIOS ex ӕ quo /APEM

  • A partir de 2023, a revista distingue, de dois em dois anos, o melhor artigo publicado na ex æquo, que será selecionado por um júri composto por três especialistas independentes (750€) (a 1.ª edição, em 2025, abrangerá os artigos publicados em 2023 e 2024).
  • A revista distingue, de dois em dois anos, o melhor parecer para artigo submetido à ex æquo, que será selecionado pela Equipa Editorial (250€) (a 1.ª edição, em 2025, abrangerá os pareceres emitidos em 2023 e 2024).

8. DIREITOS DE PUBLICAÇÃO

  • Os/as autores/as dos textos publicados na ex æquo autorizam a transferência dos direitos de edição, publicação, distribuição e reprodução dos artigos para a revista, tanto nos suportes em papel como eletrónico. A transferência destes direitos é feita a título gratuito, não cabendo à ex æquo outra retribuição para além da oferta aos/às autores/as de 2 exemplares do número da revista em que o seu texto tenha sido publicado.
  • No caso de os/as autores/as pretenderem republicar, reutilizar, distribuir ou depositar num repositório institucional um artigo aceite para publicação na ex æquo, poderão fazê-lo, sendo apenas obrigatória a referência à publicação original na ex æquo, tal como definido pela licença Creative Commons Atribuição CC BY NC, que a revista adotou.